Posted by: Aba Cohen | November 17, 2010

CERN fabrica antimatéria

text in Portuguese (FOR THE TEXT IN ENGLISH, SEE ABOVE)

para saber sobre o Curso Einstein, clique aqui

A revista Nature anunciou nesta 4a-feira, 17 de novembro de 2010 (publicação eletronica – online), que o Grupo ALPHA de pesquisadores do CERN conseguiu produzir e aprisionar 38 antiátomos de hidrogênio (ou antihidrogênio) em uma garrafa magnética, mantendo-os confinados por cerca de 0,2 segundos.

O antihidrogênio é, em princípio,  um elemento  químico que teria em teoria (Modelo Padrão de Partículas e Campos)todas as propriedades espectroscópicas dos átomos de hidrogênio. A única diferença é que eles são constituídos por um núcleo negativo (antipróton) envolto por uma camada positiva (antielétron ou pósitron). O curto tempo de vida da antimatéria se deve ao fato de, ao encontrar com a matéria, ocorrer o aniquilamento do sistema (matéria-antimatéria) que é convertido em radiação gama.

Para testar se o antihidrogenio tem realmente as mesmas características espectrais do hidrogênio, os cientistas do Grupo ALPHA continuarão os experimentos até conseguirem confinar cerca de 100 antiátomos hidrogênio. Com essa quantidade de antimatéria eles esperam poder excitar o conjunto, seja termicamente ou por outro processo, e daí observar as linhas de emissão (cores características) que provavelmente serão idênticas às  emitidas pelo hidrogênio.

Produzir um único antiátomo de hidrogênio não é novidade uma vez que o grupo ALPHA como também seu concorrente ATRAP, também associado ao CERN, já conseguiram produzir desde o início da década milhares de antihidrogênios isoladamente. Para confiná-los, o grupo ALPHA gerou um campo magnético que é mais forte na região próxima às paredes materiais, apresentando uma região de mínimo no centro do volume que é mantido em ultra alto vácuo. Como o antihidrogênio apresenta spin não-nulo, é possível “guardá-lo” dentro desse poço magnético.


Responses

  1. Diz a teoria do Big Bang que o universo primordial teria sido constituido por energia sob a forma de radiação. Pares partícula-antipartícula teriam sido criados e aniquilados em grande quantidade. Com a queda de temperatura provocada pela expansão do universo, a matéria começou a formar hádrons e a antimatéria a formar antihádrons.
    Quando matéria e antimatéria se encontram, o sistema se aniquila convertendo-se em radiação que libera uma energia de cerca de 10 ordens de grandeza superior à maior energia obtida pela matéria (E = mc2).

    Existe alguma explicação teórica para o fato de na natureza praticamente não existir hoje antimatéria?
    Pelo que sei, apenas os prótons podem ser considerados “antimatéria” dos elétrons. Seguramente deverão haver outras partículas e antipartículas que desconheço.

    Alternativamente, se partículas e antipartículas existiram no universo primordial, onde foram parar os antihádrons formados que não se encontraram com os hádrons?
    Eles deverão existir em alguma parte desconhecida de nosso universo ou foram totalmente aniquilados?
    Hoje, somos obrigados a “produzir” antimatéria dada a escassez do produto.

    Desejo a você e à sua família um 2011 pleno de realização.

    • Ola Leo, suas perguntas sao sempre muito boas e por sorte consigo entender e mesmo responder – talvez porque nos preocupamos com assuntos simmilares. Essa questao da materia. Predominar no Universo foi de certo modo respondodo ppela dupla de japoneses + u americano que receberam o Nobel de fisica de 2008 (entre no campo “search” deste blog e escreva ‘nobel 2008″ la voce vera que logo apos o big bang, houve uma quebra de simetria entre materia e antimateria e a 1a predominou (como um lapis equilibrando em sua ponta, que pende para um lado, o equilibrio teria que ser rompido. Se a antimateria tivesse prevalecido, certamente este Universo seria igulazinho. Leia minha materia sobre o grupo “alpha” do CERN -escreva “antihydrogen” no search -eles querem aprisionar cerca de 100 atomos antihidrogenio para excitar e ver se a emissao eletromagnetica eh identica aa do H. Quanto ao proton ser o antieletron, ha uma g r ande diferenca de massa. O positron,sim, eh a antimateria do eletron – mas todasa as particulas tem suas antiparticulas:antiprotons, antineutrons etc. Desejo a voce e familia um excelente 2011.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: