Posted by: Aba Cohen | October 9, 2012

Prêmio Nobel de Física 2012

A Real Academia Sueca de Ciências divulgou hoje (3a-feira, 09/10/2012) os nomes dos laureados com o Prêmio Nobel de Física de 2012. Desta vez os escolhidos foram  o francês Serge Haroche e o americano David Wineland, que trabalham com átomos interagindo com cavidades e íons em armadilhas, realizando experimentos de ótica e informação quântica. Os pesquisadores dividirão o prêmio de 8 milhões de Coroas Suecas, cerca de 1,2 milhões de US$.

A importância de seus trabalhos se liga aos avanços que os dois pesquisadores realizaram na direção da Computação Quântica, uma vez que operaram (manipularam e mediram) sistemas quânticos de baixíssima dimensionalidade SEM MODIFICAR SEUS ESTADOS. Este é um  requisito necessário para a abertura de tecnologias em substituição à atual forma de computação, usando os já quase ultrapassados BITS. No caso, os QUBITS (ou bits quânticos) serão utilizados no futuro da Ciência da Computação, após esgotarem as possibilidades -em termos dimensionais- de se armazenar informações do tipo “0 ou 1” características dos BITS tradicionais.

Essa linha de pesquisa em óptica quântica vem crescendo muito nos últimos anos e o Departamento de Física da UFMG, onde estamos lotados, mantém um importante e produtivo grupos de pesquisa nessa linha.

 

PARA SABER MAIS SOBRE ESTE E OUTROS TEMAS DE FÍSICA MODERNA VISITE O PRÓXIMO POST EM QUE ANUNCIAMOS O CURSO

“EINSTEIN NO TERCEIRO MILÊNIO” CUJAS AULAS SE INICIAM EM 09/10/12.

 


Responses

  1. Li na internet que uma equipe de pesquisadores da Universidade de Bonn, liderados pelo físico Silas Beam, estuda a “limitação da visão humana sobre a realidade física” em simulações executadas em programas de computador.
    Hoje essa prática tornou-se frequente em estudos físicos: a simulação em computador de uma determinada teoria para explicar fatos observados em experimentos. Um exemplo disso é a simulação utilizada para explicar como funcionam as forças que “grudam” quarks e gluons em prótons e neutrons para formar o núcleo atômico.
    O inusitado da pesquisa, se bem entendí, é estudar a possibilidade de existir uma realidade artificial, fruto de programas de computador.
    O que leva à pergunta: o universo hoje conhecido seria fruto de um programa tipo “Matrix” do filme estrelado por Keanu Reeves
    em 1999?
    Com a palavra os físicos.

    • Olá Léo, voce tem o link dessa página? Essa questão da realidade (externa) nunca empatar com a nossa visão/percepção/interpretação do que seria REAL nos remete a Kant. A Mecânica quântica nos dá o baile que dá por conta disto: nunca conseguimos ENTRAR dentro do fenomeno, e o nosso “software” quando muito nos traduz em temos da liguagem/percepções/intuições que alimentaram os nossos sentidos/conhecimento. É complicada essa coisa e o que você relata pode ser uma maneira de provar que o nosso sonho -acordado- não passa de uma espécie de Matrix.

      abraços

  2. A notícia saiu ontem na pagina de rosto do Yahoo. Para acessá-la, entre no Google – Universidade de Bonn – Alemanha e procure a matéria: Físicos de Universidade alemã querem provar se vivemos na Matrix. O artigo apresenta a matéria de forma mais sensacionalista do que minha abordagem nesse post. Em tempo, uma correção no sobrenome do físico: Beane e não Beam.
    Abraços.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: